18 de ago de 2010

Design de Moda

Em uma das aulas ministradas para a turma do terceiro ano de Moda fiz o seguinte questionamento para a turma:

Imeginem a seguinte situação: se fosse possível contratar os melhores profissionais do marketing para o desenvolvimento estratégico de uma campanha, somando a contratação dos melhores profissionais da publicidade, assim como os melhores designes para a criação de necessidades nos consumidores, isso seria possível?

Na aula citamos exemplos do celular se foi uma necessidade criada, também questionei se seria possível criar a necessidade do uso de absorvente íntimo para homens, ou mesmo barbeador de rosto para mulheres... Enfim, a grande questão é:

É possível criar necessidades nas pessoas?

A turma foi unânime na resposta: Sim, é possível criar as necessidades em qualquer público.

Assim, solicitei uma pesquisa bibliográfica sobre o assunto e nesta postagem será colocada as conclusões desse estudo.

8 comentários:

Vanessa Hoffmann disse...

Na discussão em sala um dos exemplos citados foi: “Antigamente todos utilizavam somente o xampu, e estavam satisfeitos, pois ele supria a necessidade de lavar os cabelos. Com o passar do tempo foi inventado o condicionador, cremes, e outros. A partir daí todos começaram a utilizá-los e o uso destes produtos se tornou uma necessidade. Logo essa necessidade foi criada.”

Usando desse mesmo exemplo, quero mostrar o contrário. Existia somente o xampu e a necessidade era lavar os cabelos. A necessidade estava sendo atendida, porém, se bem avaliada, não estava sendo atendida com eficácia. O cabelo estava lavado, ok, mas e depois? A utilização de um produto detergente sem uma hidratação pós-uso ocasiona o ressecamento. E para pentear? Como desembaraçar 1.500 nós ocasionados pela lavação com o xampu? A necessidade estava ali, simplesmente não havia sido descoberta até então.

O papel do marketing e do design é esse, conhecer o consumidor, investigá-lo, e a partir daí desenvolver produtos, a fim de trazer a ele melhor qualidade de vida e satisfação. As necessidades não precisam ser criadas, pois a partir da saciedade de uma necessidade, outra até então imperceptível virá à tona, cabe ao profissional do design/marketing ter esse faro para descobri-la.

Como diria Marco Cobra: As pessoas acham que “...o marketing teria poderes mágicos de criar demanda para produtos ou serviços de baixo interesse social. Além disso, teria o condão de gerar necessidades nas pessoas por algo que elas efetivamente não necessitam. Este é um enfoque místico que atribui ao marketing poderes que ele efetivamente não tem: criar demanda ou gerar necessidades.”

Nina Rosa disse...

Depois de muito ler sobre o assunto, cheguei a seguinte conclusão:

Não, não é possível um profissional de marketing ou design criar necessidade nas pessoas, pois esses profissionais trabalham extraindo uma necessidade da sociedade para desenvolverem um produto, uma propaganda, o que for, encontrando, assim, uma solução para a mesma.
Como diria Marcos Cobra, as pessoas pensam que "o marketing teria poderes mágicos de criar demanda para produtos ou serviços de baixo interesse social. Além disso, teria o condão de gerar necessidades nas pessoas por algo que elas efetivamente não necessitariam. Este é um enfoque místico que atribui ao marketing poderes que ele efetivamente não tem: criar demanda ou gerar necessidades".
Concluí-se com isso, que o marketing não tem o poder de criar uma necessidade, e sim, a partir dela obter informações para melhor atender seus clientes.

gabriela disse...

Pois então,na discussão em sala pra mim era óbvio que o Marketing ou design poderiam sim criar necessidades nas pessoas.Mas depois que eu li esse trecho do livro de Kotler, vi que estava totalmente enganada.

“Essas distinções esclarecem freqüente acusação de que “ os profissionais de marketing criam necessidades” ou “ os profissionais de marketing fazem com que as pessoas comprem coisas que não querem” . Profissionais de marketing não criam necessidades: as necessidades existem antes dos profissionais de marketing. Os profissionais de marketing, paralelamente a outras influencias da sociedade, influenciam desejos. Eles podem promover a idéia de que um Mercedes satisfaz a necessidades de status social de uma pessoa. Eles não criam, entretanto, a necessidade de status social”.

Joana Carolina disse...

Durante a discussão em sala de aula, minha primeira impressão sem muito conhecimento era que o Marketing ou design causa sim necessidades a um certo púbilco. Porém após várias pesquisas, começaram a me surgir dúvidas. Segundo Kotler, o marketing não causa necessidades. Alguns outras referências como a do livro O comportamento do Consumidor 2ª edição revista e ampliada. GIGLIO M.Ernestro em alguns diálogos ele confirma que o design causa necessidades a pessoas. Bom, sinceramente, ainda estou meia confusa sobre a resposta correto. Acredito que essas necessidades não existam, elas surgem antes.

Natalia Dttmer disse...

Como a maioria achei que o designer ou o mkt criava necessidades. Mas com o embasamento teorico vi que era o contrario, achei este trecho interessante
“o marketing teria poderes mágicos de criar demanda para produtos ou serviços de baixo interesse social. Além disso, teria o condão de gerar necessidades nas pessoas por algo que elas efetivamente não necessitariam. Este é um enfoque místico que atribui ao marketing poderes que ele efetivamente não tem: criar ou gerar necessidades” (¹ MARCOS COBRA, 1990 )

Karialy disse...

Para criar algo, é preciso se basear em uma necessidade já pré-estabelecida e que ainda nao foi atendida. Desse modo, o marketing e o designer não criam necessidades, e sim produtos para atender as já existentes.
De acordo com Domingos Ricca, "...o marketing estimula a compra de produtos ou serviços que satisfazem a alguma necessidade latente... é muitas vezes acionado na expectativa de que o consumidor compre algo que ele no íntimo ou no subconsciente já desejava ou estava predisposto a tal."
Ao lançar um novo produto no mercado as organizações geralmente criam estratégias de marketing para passar as informações que deem uma melhor direção na escolha do seu público-alvo satisfazendo, assim, suas necessidades.

Acredito que a empresa(designer) pode criar desejos nas pessoas, mas nunca uma necessidade.

Deise Aline Walt disse...

Depois de pesquisar sobre o assunto, minha opinião mudou a respeito do questionamento feito em sala. No começo, pensava que o marketing e o designer podiam criar necessidades para os seus clientes, pois compramos tantas coisas que na verdade não necessitamos, mas que somos induzidos a acreditar que realmente precisamos de destes produtos. Depois de ler partes do livro de Philip Kotler e Gary Armstrong, percebi que estava equivocada, pois eles falam no livro que o homem tem muitas necessidades, e que o profissional de marketing ele desenvolve produtos/serviços que satisfação essas necessidades, e para saber o que o cliente esta precisando estes profissionais estudam todos os hábitos e as preferências de compras, fazem muitas pesquisas para conhecer muito bem seus consumidores, para assim poder desenvolver produtos que sejam a preferência dos clientes na hora da compra.
“Necessidade humanas são estados de carência percebida. O homem tem muitas necessidades complexas. (...) Essas necessidades não são criadas pelos profissionais de marketing, são uma parte básica de constituição do homem.” Princípios de Marketing

Liana disse...

bom após discussão em sala, rediscussão em sala, e pesquisas,
ficou bem obvio qeu não é possivel criar a necessidade nas pessoas.
o que se cria é uma forma de solução,
uma solução que gere desejo nas pessoas de te-la.